RSS

III Seminário Nacional de Formação de Gestores e Educadores

03 out


Sou Humano

Claudia Werneck

Texto extraído do livro Você é gente? O direito de nunca ser questionado sobre o seu valor humano, de Claudia Werneck.

“O momento é delicado porque muitas das próprias pessoas com deficiência não se consideram sujeitos de direitos e sim de, no máximo, alguns direitos especiais como, por exemplo, ingressar na universidade ou estar empregado. Tenhamos cuidado com os “direitos especiais”, pois eles jamais combinam com inclusão.
Muitos são os manuais recém-lançados disseminando leis municipais, estaduais e nacionais sobre os direitos de pessoas com deficiência. Mas nem mesmo o conhecimento das legislações nacional e internacional disponíveis garante a alguém a percepção correta de seu valor humano, pois as pessoas com deficiência, por exemplo, são tão mal preparadas para lidar com sua humanidade como aquelas sem deficiência. É essa a questão central que vem me mobilizando há anos e gerou o projeto Quem cabe no seu TODOS?.
Expandir a consciência social dos adolescentes e jovens brasileiros para que nela caibam todos os humanos. Essa tem sido a minha busca e a dos projetos da Escola de Gente.
Ao nosso lado estão muito mais registros de violação de direitos de pessoas com deficiência do que podemos imaginar.
No ano de 2002, recebi um grupo de universitários de medicina para uma entrevista sobre inclusão a ser inserida em um trabalho acadêmico que deveriam apresentar. Depois de aproximadamente duas horas conversando, um dos universitários me contou o seguinte: havia, na ala de queimados do hospital público em que ele atuava, um homem bastante machucado que praticamente não se queixava de dor, o que chamava a atenção de médicos, enfermeiros e atendentes. Ele não recebia visitas de familiares, amigos, era muito solitário. As anotações em seu prontuário no que se referia a analgésicos eram raríssimas, fato não-compatível com seu estado. Até que um médico resolveu esclarecer este mistério e descobriu que este paciente era surdo, não-oralizado, e sentia muita dor, sim, só não conseguia expressar isso, porque, imobilizado por causa das queimaduras, não mexia as mãos nem outras partes de seu corpo.
De que modo se sente uma pessoa quando o mundo não reconhece como humano o seu modo de falar, de se expressar, de andar, de se locomover, de ver, de não ver…? “

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 03/10/2006 em Noticias

 

Uma resposta para “III Seminário Nacional de Formação de Gestores e Educadores

  1. Joseane Piechnicki

    04/10/2006 at 16:51

    Olá Andrea,No sitemeter é necessário primeiramente a realização de um cadastro: http://www.sitemeter.com, depois de cadastrada vc insere lá o endereço do blog e se quiser pode linkar o serviço a ele. Meu inglês também não é lá essas coisas, mas descobri que o serviço fornece informações interessantes sobre os visitantes que recebemos diarimante em nosso espaço. É só clicar nos links laterais qdo estiver logada. Não sei se consegui ser muito clara, qqr coisa me chama.bjs

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: